ANGKOR CYCLING TOUR – SIEM REAP (PT & EN)

ANGKOR CYCLING TOUR – SIEM REAP (PT & EN)

PORTUGUÊS:

Andar por entre os templos, árvores e história tem tanto de romântico e encantador, como de desafiante. Sabia que queria fazer algo deste género, e fazia sentido ser entre os templos de Angkor. Quem encontrou a Angkor Cycling Tour foi o João (namorado que alinha nestas viagens/aventuras, para quem é novo por aqui), e tudo indicava que era uma das melhores empresas para uma aventura destas… e sim, eles são fantásticos!

Foram buscar-nos ao hotel na hora indicada e fizemos um briefing inicial na empresa, com todas as indicações e entrega das bicicletas. Mal comecei a andar de bicicleta sabia que já tinha uma pequena aventura. Sim, porque andar de bicicleta no meio dos templos onde somos só nós é muito bonito, mas agora imaginem percorrer o centro da cidade, com todo o movimento asiático, motas e mais motas, e muitos tuk tuk. Mas bem, se vos escrevo, é porque ainda aqui estou. A primeira paragem é para comprarem os ingressos para os templos. Nós já os tínhamos, porque nesse mesmo dia fomos ver o nascer do sol.

Angkor Wat foi o primeiro templo que vimos, e acreditem que é incrível ver nas diferentes alturas do dia. Deambulámos e pedalámos por todos os portões existentes no Angkor Thom, sempre com o nosso guia a explicar-nos tudo sobre o que íamos vendo. Outros sítios visitados: Prasat Chrung, com uma vista inexplicável; o Templo de Bayon, com as suas 216 caras sorridentes e que dão fotos bem giras; o templo Preah Khan; o Tanei, que era um antigo hospital que foi consumido pela natureza; entre outros que fomos passando durante a nossa viagem, cujos nomes já me falham, e que ora foram destruídos, ora consumidos pela natureza. Por fim, mas a grande estrela dos templos, o Ta Prom, que muitos podem reconhecer pelas cenas da Angelina Jolie no filme Tomb Raider de 2012. Se quiserem visitar os principais, sem fazer da forma como nós fizemos, deixo-vos a recomendação de irem ao Ta Prom apenas ao fim do dia. O templo com as cores do pôr-do-sol é lindo e o número de pessoas é muito reduzido, permitindo-vos tirar todas as fotos que quiserem.

Agora falando do tour em si, apesar de dizerem que é adequado a todas as pessoas, sinceramente não achei. As bicicletas são ótimas, os grupos são pequenos, e cada um pode ir ao seu ritmo, porque vai sempre um guia no início e outro no fim. Temos muitas paragens para descansar, para hidratar (cujas bebidas estão sempre incluídas) e para almoçar (também está incluído e a comida era maravilhosa!), o que vai dando para repor as energias. Porém, quando digo que não é adequado a todas as pessoas, é porque são 40-45km a pedalar, no meio de terra, de lama, de árvores, com algumas subidas, e, no nosso caso, com um calor imenso. Mesmo chegando ao fim completamente K.O., se voltaria a fazer? Sem dúvida! Ia já hoje se possível! É tudo tão bonito que facilmente se esquecem do esforço, é a natureza no seu estado mais natural, além disso, de bicicleta têm a oportunidade de ir a sítios que não são acessíveis de outra forma.

Quero agradecer ao Mr. Chivath e ao Mr. Ngeuy pelo incrível tour que nos proporcionaram. Obrigada pelas dicas e apoio. Valeu cada minuto, cada pedalada, mesmo quando dei uma queda em câmara lenta… que pena que não existam fotografias disso ahah.

Website Angkor Cycling Tour

 

 

ENGLISH:

Walking between temples and trees can be an inspirational trip and is as romantic and charming as challenging. I wanted to do something like this for a long time already, and now I can be sure that making among the Angkor temples was the right choice. Actually, who found the Angkor Cycling Tour was João (for the newcomers: my boyfriend who plays along in all of my craziness, especially during these journeys/trips), we had high hopes on this company and we were not disappointed… as they are amazing!

They picked us up at the hotel without any delays and gave us a short briefing on how the trip would be. As soon as I stepped on the bike, the adventure began. Yes, because you may think that cycling in between temples is beautiful and peaceful but add the basic ingredient, Asian traffic, you got yourself a real challenge. However, I made it through and the story need to be told. The first stop is to buy the temple tickets, which we had already bought earlier that morning when we went to see the sunrise.

Angkor Wat was the first temple and believe me, is incredible to see it at different times of the day. We wandered and pedaled through all the gates at Angkor Thom, always with our guide beside us. Other visited sites: Prasat Chrung, with an unexplainable view; the Bayon Temple, with its 216 smiling faces that can turn your pictures works of art; the Preah Khan Temple; the Tanei, which was a former hospital now consumed by nature; among many others which I can no longer recall but equally stunning. Last but not the least is the big star, Ta Prom, which many can recognize by Angelina Jolie’s scenes in the 2012 Tomb Raider’s movie. If you choose to visit the main temples, without the bike tour, I would suggested to go to Ta Prom at the end of the day when the sun sets and the number of people is so low it allows you to take as many pictures as you want.

Now, about the tour itself I have to warn you, that despite they say its suitable for all people, its not an easy task/trip. The bikes are great, the groups are small and each one can go at his/her own pace, having one guide at the beginning and other at the end of the group. We had lots of stops to rest, drink water and have lunch, which by the way as amazing (drinks and food included). But let’s face it, 40/45 km with a bike between land, mud, tree, hills and in our case a heat wave. When the tour finished I was exhausted but I would do it all over again today if I could. You can enjoy nature plus you can access places that otherwise couldn’t be reached.

I want to give a big thank you Mr. Chivath and Mr. Ngeuy for their incredible tour. Thanks for the tips and support. Worthy of every minute, even when I felt in slow motion…what a pity there are no photos to immortalize the moment ahah.

Website Angkor Cycling Tour



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *