Vanessa pelo Mundo: Milão

Vanessa pelo Mundo: Milão

Há um país que me encantou durante umas férias e que ainda não o tinha trazido aqui, la bella Italia. Tive oportunidade de visitar algumas cidades neste país e de me deliciar com as suas iguarias, oferta cultural e magnífico tempo.

É engraçado que a primeira cidade italiana que vos venho falar – Milão – não foi a que mais gostei. Aliás, arrisco-me a dizer que foi até das que está mais abaixo no ranking. Porém, talvez por ter sido das últimas que visitei, tenho todos os momentos, restaurantes e gelados bem gravados na minha memória. Esta viagem fez parte de uma experiência que tive com autocaravana, por isso em termos de sugestões de percursos até ao aeroporto não vos sei dizer na primeira pessoa, mas se alguém pretender, posso falar sobre isso. 🙂

Antes de avançar quero alertar-vos para o assédio que alguns pedintes e vendedores fazem ao turista. Não sei como está atualmente a cidade a este nível, mas na altura em que fui era de tal forma que se tornava desagradável, desde a insistirem para vos dar informações e comprar bilhetes para os transportes, até deliberadamente colocarem pulseiras nas vossas mãos e exigirem dinheiro. Alerto-vos para estarem atentos e para terem uma atitude firme, não se deixando manipular.

Falando em transportes, o meio mais usado é o metro. Uma viagem no centro de Milão tem o custo de 1.50€ e podem andar gratuitamente durante 90 minutos. Se preferirem o bilhete de 24 horas, este tem o custo de 4.50€. Na minha opinião, esta é uma cidade que se faz grande parte dos percursos com facilidade a pé, mas usem simuladores de percursos para verem o que vos compensa.

Quando penso em Milão a primeira coisa que me surge na memória são as lindíssimas Galerias Vittorio Emanuele II. Aqui há uma velha superstição de dar três voltas sobre si mesmo, onde temos que colocar o calcanhar do pé direito na zona do mosaico que retrata um touro. Visitem a belíssima catedral da cidade, o Duomo. O bilhete tem o custo de 2€, e permite visitar a Catedral, o Museu e o Museu da Igreja de San Gottardo. Se pretenderem uma visão mais panorâmica, podem subir aos terraços, com os custos de 9€ para adultos (sem redução), se forem a pé e 13€ se forem de elevador.

milan2

Outro local de paragem obrigatória é o Teatro alla Scala, caso pretendam ver algum espetáculo, convém comprarem com antecedência. Mesmo que não consigam ver o interior, o exterior também é um edifício bonito. Um dos locais mais comuns para começar a vida noturna de Milão é na zona das colunas de San Lorenzo. Caso seja dia e queiram visitar a Basílica, que está em frente, e é um grande exemplo da arquitetura romana e cristã.

Se a vossa visita não for demasiado rápida a esta cidade, vejam o Palazzo Reale de Milão (http://www.palazzorealemilano.it/) que tem o custo de 12€ para adultos. O horário de encerramento é alargado até às 22:30, na quinta-feira e no sábado. Se estiver um tempo agradável, visitem o Parque Sempione que fica perto do Castelo Sforzesco. Este castelo pode ser visitado gratuitamente todas as terças-feiras a partir das 14h ou de quinta-feira a domingo 1 hora antes de fechar. Se não conseguirem as visitas gratuitas, o valor é de 5€. Antes de saírem desta zona, aproveitem para tirar umas fotos ao lindo Arco da Paz.

milan4

Não abandonem a cidade sem visitarem a magnífica zona do Rio Navigli, de onde se tiram fotos lindíssimas ao pôr-do-sol. Como nem só de cultura se vive Milão, tenho essencialmente quatro (boas) sugestões para vos fazer:

– Se gostam de chocolate e gelados, visitem uma Cioccolatitaliani (http://www.cioccolatitaliani.it/) e deliciem-se com as torneiras de chocolate de leite, branco e negro que vai encher o vosso cone. Os sabores dos gelados são ótimos e o atendimento foi impecável, mesmo no meio de tanta gente e confusão.

– Provem os famosos pastéis da casa Luini (http://www.luini.it/), não se vão arrepender. Provavelmente as filas vão querer desencorajar-vos, mas no fim vai compensar.

– Comam o melhor Panetone na pastelaria Pavè (https://www.pavemilano.com/en/), ou não fosse este doce típico, mais comido no Natal, tradicional de Milão.

– Se gostam de café e tudo o que está associado a este tema, então a loja Bialetti (http://www.bialettishop.it/) é a escolha certa. Desde os vários tipos de cafés, passando pelas edições limitadas de louça e até cafeteiras de café das antigas, usadas no fogão. Algumas edições da marca são também vendidas em Portugal, mas com um preço muito mais elevado.

Já estão com vontade de rumar a esta cidade italiana cheia de estilo? Procurem as promoções de voos, pois muitas vezes arranjam-se preços fantásticos. 🙂



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *